Cybersecurity e a arquitetura de microsserviços

A arquitetura de microsserviços tem ganhado cada vez mais espaço, como habilitador essencial para se obter um modelo de DevOps. Isso pois distribui um aplicativo em diversos serviços acionáveis, e isso permite que os microsserviços funcionem como aplicativos autônomos, que podem ser construídos, dimensionados e implementados de forma indepentente, facilitando a compreensão da arquitetura e acelerando as entregas de desenvolvimento.

Agora, os microsserviços tendem a ser mais vulneráveis, devido à sua estrutura distribuída, cada API de serviço e camada de rede expõe pontos suscetíveis a ataques.

Para tornar este ambiente mais seguro, é importante transformar o DevOps em DevSecOps, começando pela mentalidade de considerar segurança como par de desenvolvimento e operações, desde o início do ciclo de vida de desenvolvimento de softwares, mas não se limitando a isso. Na imagem deste post apontamos algumas ações que podem evitar riscos de vulnerabilidades em cada fase deste ciclo de vida.

Receba novidades:

Categorias

Deixe uma resposta